897 26/10/2020 às 08:00 - última atualização 26/10/2020 às 20:26

Cancelamento de parcelas extras de Auxílio Emergencial já pode ser contestado

Redação Em Dia ES

A solicitação deve ser feita por meio do site da Dataprev. O prazo para as contestações será encerrado no dia 2 de novembro
Cancelamento de parcelas extras de Auxílio Emergencial já podem ser contestado. Foto: © Marcelo Camargo/Agência Brasil
As pessoas que deixaram de receber o auxílio emergencial extra de R$ 300, mas que ainda preenchem os requisitos para ter direito ao benefício, podem entrar com o pedido de contestação a partir deste sábado (24). A solicitação deve ser feita por meio do site da Dataprev. O prazo para as contestações será encerrado no dia 2 de novembro.

O Ministério da Cidadania explica que todo mês são reavaliados os critérios de emprego formal, recebimento de benefícios assistenciais ou previdenciários, e falecimento do beneficiário. Quando alguma dessas situações é identificada, o auxílio é cancelado. A determinação está prevista na medida provisória que criou a extensão do auxílio emergencial para aqueles que já recebiam o benefício.

“Estamos trabalhando para ter o máximo de efetividade no pagamento do auxílio e da extensão do auxílio e estamos sendo reconhecidos mundialmente por isso. Todo mês são feitas revisões com o cruzamento de dados do governo federal, para que o dinheiro chegue àqueles que realmente precisam”, destaca o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

Criado para diminuir os impactos da crise provocada pela pandemia de coronavírus aos trabalhadores informais e população de baixa renda, o auxílio passou de três parcelas para cinco de R$ 600 cada, no caso de mãe chefe de família, R$ 1.200, e o extra prevê parcelas de R$ 300 até dezembro.

Mas só vão receber a extensão do auxílio aqueles que se enquadram nos novos requisitos estabelecidos. Pelas novas regras, a declaração do Imposto de Renda 2020 será critério de exclusão para quem teve rendimentos superiores a R$ 28.559,70 em 2019 ou bens e direitos de valor superior a R$ 300 mil reais em 31 de dezembro de 2019. Quem mora no exterior ou presos em regime fechado também foram excluídos do pagamento.

Com isso, deixaram de ganhar o benefício extra 21 milhões de pessoas, ou seja, 56% do total de 48 milhões elegíveis para as cinco parcelas de R$ 600. O auxílio já foi pago a 67,7 milhões de pessoas, num total de mais de R$ 231,2 bilhões.

Como contestar
As solicitações devem ser feitas exclusivamente pelo site da Datapreve. Elas serão acatadas desde que o motivo do cancelamento permita sua contestação e que os trabalhadores cumpram todos os requisitos para recebimento do auxílio.

Após a reanálise dos dados, caso a contestação seja aprovada, a extensão do auxílio emergencial será concedida no mês subsequente ao pedido de contestação, sendo também paga de forma retroativa a parcela que foi cancelada.

Veja mensagens que aparecem no aplicativo e o motivo para o cancelamento: 

 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Praças de pedágio da BR-101 passam a aceitar pagamento com celular no ES Praças de pedágio da BR-101 passam a aceitar pagamento com celular no ES
  2. 2

    2 - Governador do Estado faz viagem no primeiro ônibus rodoviário elétrico do País Governador do Estado faz viagem no primeiro ônibus rodoviário elétrico do País
  3. 3

    3 - Governo do Espírito Santo divulga 31º Mapa de Risco Covid-19 Governo do Espírito Santo divulga 31º Mapa de Risco Covid-19
  4. 4

    4 - Coral da Polícia Civil se reinventa durante a pandemia Coral da Polícia Civil se reinventa durante a pandemia
  5. 5

    5 - Não há plano de prorrogação de medidas emergenciais, diz presidente do BNDES Não há plano de prorrogação de medidas emergenciais, diz presidente do BNDES
  6. 6

    6 - Caso Mari Ferrer: personalidades se manifestam nas redes sociais sobre sentença de ... Caso Mari Ferrer: personalidades se manifestam nas redes sociais sobre sentença de ...
 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca