246 07/05/2022 às 08:30 - última atualização 09/05/2022 às 20:33

OMS: Ações de prevenção e controle podem reduzir em até 70% as infecções hospitalares

Redação Em Dia ES

Relatório confirma que práticas como boa higiene das mãos podem evitar muitos casos
OMS: Ações de prevenção e controle podem reduzir em até 70% as infecções hospitalares. Foto: © Marcello Casal jr/Agência Brasil
A pandemia de Covid-19 destacou como hospitais e centros de saúde podem contribuir para o aumento de infecções de pacientes, médicos e enfermeiros se não for dada a devida atenção a uma medida chamada Controle e Prevenção de Infecções, ou IPC, na sigla em inglês.  

A afirmação é da Organização Mundial da Saúde, OMS, que lançou nesta sexta-feira um relatório mostrando que práticas simples, como a boa higiene das mãos, podem prevenir até 70% das infecções hospitalares.  

Muitos acabam morrendo
A agência da ONU traz os seguintes dados: em países de rendas baixa ou média, a cada 100 pacientes internados, 15 acabam adquirindo pelo menos uma infecção durante a estadia no hospital. Em nações de renda alta, o índice é de sete a cada 100.  

A OMS destaca ainda que 10% dos pacientes com infecção hospitalar acabam morrendo, sendo as pessoas nos cuidados intensivos ou recém-nascidos os que sofrem mais riscos.  

Este é o primeiro Relatório Global sobre Prevenção e Controle de Infecção publicado pela agência. O documento traz uma série de evidências científicas e novos dados de estudos produzidos pela OMS.  

Desafio com pandemia de Covid-19 
O diretor-geral da agência nota que a pandemia de Covid-19 expôs vários desafios em todas as regiões e países, incluindo em nações que já tem os programas mais avançados de prevenção e controle de infecções.  

Tedros Ghebreyesus explica que o desafio agora é garantir que “todos os países consigam disponibilizar recursos humanos, suprimentos e infraestruturas” para garantir prevenção das infecções hospitalares.  

A OMS revela que o impacto das infecções hospitalares e da resistência antimicrobiana chega a ser incalculável. Por ano, mais de 24% dos pacientes afetados por sepses hospitalares e 52,3% desses pacientes que estão nos cuidados intensivos acabam morrendo. Quando as infecções não respondem ao tratamento com antibióticos, o total de mortes aumenta entre duas e três vezes.  

A agência reconhece que muitos países têm demonstrado forte compromisso e progressos em ampliar as ações que envolvem prevenção e controle de infecções hospitalares, especialmente as nações de renda alta.  

A OMS aproveita para pedir a todos os países do mundo para aumentarem investimentos neste sentido e garantir a qualidade dos cuidados de saúde e a segurança, tanto de pacientes internados, como dos funcionários dos hospitais.  
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Por que é tão importante cortar o açúcar após um procedimento estético? Por que é tão importante cortar o açúcar após um procedimento estético?
  2. 2

    2 - Entenda o que é alopecia, doença de Jada Smith ironizada por Chris Rock no Oscar Entenda o que é alopecia, doença de Jada Smith ironizada por Chris Rock no Oscar
  3. 3

    3 - Consumo excessivo de alimentos gordurosos aumenta o risco de câncer de intestino Consumo excessivo de alimentos gordurosos aumenta o risco de câncer de intestino
  4. 4

    4 - ES chega a 14.299 mortes e 1.034.422 casos confirmados de Covid-19 ES chega a 14.299 mortes e 1.034.422 casos confirmados de Covid-19
  5. 5

    5 - Covid-19: ES chega a 13.867 mortes e 982.981 casos confirmados Covid-19: ES chega a 13.867 mortes e 982.981 casos confirmados
  6. 6

    6 - A gordofobia além da estética. Como lidar? A gordofobia além da estética. Como lidar?

Enquete

Resultado

O que mais incomoda na sua saúde no dia a dia?


  • Cansaço
  • Dor de Cabeça
  • Depressão
  • Estresse
  • Outros

 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca