383 29/09/2021 às 09:00 - última atualização 29/09/2021 às 21:50

Fapes e Sedu lançam edital para incentivar pesquisas de alunos da Rede Pública do ES

Redação Em Dia ES

O Edital Fapes/Sedu nº 10/2021 destinará R$ 1.725 milhão para apoiar projetos a serem desenvolvidos no período de 10 meses, a partir de 2022
Fapes e Sedu lançam edital para incentivar pesquisas de alunos da Rede Pública do ES. Foto: Reprodução
A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), em parceria com a Secretaria da Educação (Sedu), abriu, nessa segunda-feira (27), as inscrições para a chamada pública do Programa de Iniciação Científica Júnior – Pesquisador do Futuro (PIC Jr. 2021). 

As propostas de projetos a serem desenvolvidos por alunos e professores de escolas públicas, em parceria com pesquisadores ou instituições de Ensino Superior localizadas em bairros atendidos pelo Programa Estado Presente em Defesa da Vida, do Governo do Estado, poderão ser apresentadas até o dia 25 de outubro.

O Edital Fapes/Sedu nº 10/2021 destinará R$ 1.725 milhão para apoiar projetos a serem desenvolvidos no período de 10 meses, a partir de 2022. Do valor total de recursos destinados, metade é da Fapes, oriundos do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia (Funcitec), e a outra metade é da Sedu.

Cerca de 50 projetos e 250 bolsistas de iniciação científica júnior serão contratados no programa, segundo estimativas da Gerência de Formação e Capacitação Técnico-Científica (Gecap) da Fapes.

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hofmann, falou da importância do PIC Jr e o impacto na sociedade capixaba. “Esta é mais uma grande ação da gestão Renato Casagrande para diminuir as desigualdades e promover a cidadania em regiões com altos índices de vulnerabilidade social no Espírito Santo. É dever do Estado promover a proteção social com inclusão, oportunidades e transformação na vida das pessoas. O PIC Jr é uma porta para os nossos alunos terem um olhar especial para a ciência, a tecnologia e a inovação. Estamos construindo um futuro ainda mais promissor para o nosso Estado”, destacou o secretário.

O secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, ressaltou que criar oportunidade de igualdade no acesso à Educação é uma das prioridades do Governo. “O PIC Júnior é mais uma ferramenta que ajuda a eliminar desigualdades e gerar um cenário favorável de crescimento no âmbito da Educação Científica para alunos de escolas da nossa Rede, especialmente os que estudam em unidades de ensino localizadas em áreas do Estado Presente”, disse.

Aplicação dos recursos
Os recursos da Sedu serão prioritariamente destinados aos projetos desenvolvidos em parcerias com escolas da Rede Pública Estadual de Educação Básica, localizadas nos bairros de atuação do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, do Governo do Estado. Já os recursos do Funcitec, destinados pela Fapes, têm como prioridade os projetos em parcerias com as escolas da Rede Pública de Educação Básica (municipal, Estadual ou Federal), também nas áreas do Programa Estado Presente. Havendo saldo remanescente, o valor será distribuído entre as demais propostas em parcerias com escolas da rede pública localizadas nos demais bairros do Estado.

A diretora-presidente da Fapes, Cristina Engel, enaltece os efeitos futuros do programa. “O PIC Jr é nosso maior e melhor instrumento de sensibilização do jovem estudante, tanto para que ele deseje ingressar num curso superior quanto para que entenda e sonhe em ser um pesquisador. É preciso criar, especialmente nesses jovens residentes em áreas de maior vulnerabilidade social, a confiança de que existem caminhos que podem conduzi-los a uma vida digna, recheada de descobertas e de possibilidades. Por outro lado, precisamos da curiosidade e da capacidade criativa desses jovens, pois serão eles que conduzirão o futuro da ciência e do desenvolvimento tecnológico do Espirito Santo. O PIC Jr é um investimento para hoje com o olhar no amanhã”, frisou Cristina Engel.

O PIC Júnior apoia os projetos coordenados por pesquisadores vinculados às instituições de ensino ou pesquisa, que contam com equipes de alunos dos ensinos Fundamental e Médio ou da Educação Profissional, para desenvolvem trabalhos despertando a vocação científica de cada aluno. Um professor das unidades de ensino é o tutor dos alunos que auxilia a execução das atividades do projeto, com atualização da parte teórica referente ao tema desenvolvido. Estudantes de graduação podem atuar como monitores do projeto.

Temas de interesse do edital

Serviço:
Inscrições até 25 de outubro de 2021
Submissões pelo site www.sigfapes.es.gov.br
Mais Informações: bolsas.duvidas@fapes.es.gov.br
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Reabertas inscrições para 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas Reabertas inscrições para 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas
  2. 2

    2 - Médica ensina pais a distinguir se a escola está protegendo as crianças da Covid-19 Médica ensina pais a distinguir se a escola está protegendo as crianças da Covid-19
  3. 3

    3 - Ano letivo da Faceli começa na próxima segunda-feira (8) Ano letivo da Faceli começa na próxima segunda-feira (8)
  4. 4

    4 - Coluna | Dicas para o primeiro dia de Enem Coluna | Dicas para o primeiro dia de Enem
  5. 5

    5 - Seleção do Nossa Bolsa 2021 vai usar notas do Enem de 2015 a 2019 Seleção do Nossa Bolsa 2021 vai usar notas do Enem de 2015 a 2019
  6. 6

    6 - Em cidades onde autoridades locais decidirem adiar o Enem 2020, prova terá reaplicação em ... Em cidades onde autoridades locais decidirem adiar o Enem 2020, prova terá reaplicação em ...

Enquete

Resultado

Você sabe diferenciar uma fake news?


  • Sim
  • Não
  • não sabe

 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca