219 24/03/2020 às 20:04 - última atualização 25/03/2020 às 20:49

Aneel suspende corte de energia por inadimplência por 90 dias

Com Agência Brasil

Redação Em Dia ES

Decisão foi tomada devido à pandemia do coronavírus
Aneel suspende corte de energia por inadimplência por 90 dias. Foto: Divulgação
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (24) um pacote de medidas especiais em resposta à pandemia de coronavírus, incluindo a suspensão por 90 dias de cortes do serviço de eletricidade por inadimplência para consumidores residenciais e serviços essenciais.

As medidas, aprovadas em reunião extraordinária de diretoria do regulador realizada por meio de videoconferência, incluem também a flexibilização pelo mesmo prazo de algumas obrigações das distribuidoras de energia, como de atendimento presencial a clientes e entrega de faturas a domicílio.

O diretor-geral da agência, André Pepitone, disse que ainda haverá uma avaliação à parte, em discussão junto ao governo, de medidas adicionais em benefício de consumidores de baixa renda.

"Nos foi demandado que se avaliasse a possibilidade de haver um suporte maior ao (consumidor de) baixa renda, e isso vai ser tratado nos canais de governo, com o Ministério de Minas e Energia e da Economia, com coordenação da Casa Civil", afirmou.
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Governo zera impostos de produtos usados no combate ao coronavírus Governo zera impostos de produtos usados no combate ao coronavírus
  2. 2

    2 - Depois de anunciar sanção, Bolsonaro diz que ainda espera MP para oficializar auxílio de ... Depois de anunciar sanção, Bolsonaro diz que ainda espera MP para oficializar auxílio de ...
  3. 3

    3 - Bandes amplia serviços on-line Bandes amplia serviços on-line
  4. 4

    4 - DOENÇAS ECONÔMICAS: O vírus COVID-19 e seus impactos DOENÇAS ECONÔMICAS: O vírus COVID-19 e seus impactos
  5. 5

    5 - Coluna: Acordo MG-ES e o Sonho de Moniz Freire Coluna: Acordo MG-ES e o Sonho de Moniz Freire
  6. 6

    6 - Despesas com saúde ficam em 9,2% do PIB e somam R$ 608,3 bilhões em 2017 Despesas com saúde ficam em 9,2% do PIB e somam R$ 608,3 bilhões em 2017

Enquete

Resultado

Você acha justo que, em uma situação de pandemia, o Governo Federal regulamente o imposto, previsto na constituição, sobre Grandes Fortunas?


  • Totalmente justo
  • Totalmente injusto
  • Não tenho opinião

 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca