240 26/07/2020 às 15:52 - última atualização 26/07/2020 às 16:08

HOMENAGEM | A literatura capixaba perdeu um dos seus grandes escritores e poeta

Redação Em Dia ES

Acompanhe as últimas palavras de Sérgio Blank postadas em uma rede social
A literatura capixaba perdeu um dos seus grandes escritores e poeta
A literatura e a poesia do Espirito Santo sofreu uma grande perda nesta semana, o escritor e poeta Sérgio Blank morreu na última quinta-feira (23) aos 56 anos.

Sérgio [Luiz] Blank nasceu em Vitória, ES, em 7 de abril de 1964 e durante sua trajetória desenvolveu uma brilhante carreira literária. Em homenagem a esse grande escritor e poeta, a Coluna Leitura Em Dia, que na sua última edição entrevistou Sérgio Blak, trás essa última entrevista concedida pelo escritor e poeta, que é. “Um afago que ofereço aos leitores”.

O escritor publicou em uma rede social suas últimas palavras.

"Fico feliz quando sou convidado para visitar escolas e conversar com as crianças sobre meu livro Safira. Gosto quando as professoras me apresentam com um escritor infantil. O compromisso de um escritor infantil devia ser soltar pipas, jogar bola de gude, tomar banho de chuva descalço, comer fruta tirada-do-pé, colecionar álbuns de figurinhas, brincar de pique-esconde e comer algodão-doce feito de nuvens. Essas pequenas delícias da poesia. Aprecio ser um escritor infantil."

O governador Renato Casagrande também se pronunciou por meio de suas redes sociais a respeito da morte do escritor. Segundo o governador, a cultura capixaba perde "um dos seus gigantes".

Obras publicadas por Sérgio Blank:

Poesia:

. Estilo de ser assim, tampouco - edição alternativa promovida pela Fundação Ceciliano Abel de Almeida/Ufes, 1984;

Pus - Fundação Ceciliano Abel de Almeida/Editora Anima, 1987;

. Um - Cultural-ES, 1989;

. A tabela periódica - Secretaria de Produção e Difusão Cultural/Ufes,1993;

Vírgula - (1996);

Os dias ímpares - (2011)

Os dias ímpares - Vitória: ed.Cousa, 2017.

. Blue Sútil - (2020)

Literatura para crianças:

. Safira - Vitória: Departamento Estadual de Cultura, 1991; Vitória: Cousa, 2015.

E tem textos avulsos publicados nas revistas: Cuca, Letra, Você, e em outros periódicos.

O livro mais recente do escritor Sérgio Luiz Blank, chama-se Blue Sutil e é uma edição “caseira”. Esse é o termo que o autor utiliza. “Um afago que ofereço aos leitores. Receita de bolo e biscoitos para uma tarde nublada”, acrescenta o literato.

O material traz poemas em prosa, com anotações breves e suaves. Recortes de memórias afetivas. Reunião de escritos feitos nos últimos dois anos, compartilhados com amigos nas redes sociais. O poeta tem textos avulsos publicados nas revistas Cuca, Letra, Você, e em outros periódicos.

Sérgio Luiz Blank nasceu em 07 de abril de 1964 em Vitória, capital no estado do Espírito Santo. O poeta ocupa a cadeira número 9 da Academia Espírito-santense de Letras. Adquiriu o hábito de leitura ao frequentar a biblioteca da escola na infância.

Acompanhe a última entrevista desse brilhante escritor ao colunista Joacles Costa para o site Em Dia ES

Jocles Costa: O que você costumava ler quando criança?
Sérgio Blank: O mundo de Monteiro Lobato, Machado de Assis e Cecília Meireles me seduziu. 

JC: Em que momento da vida você começou a escrever?
SB: Depois da leitura dos autores citados anteriormente. Logo em seguida veio a necessidade da escrita como referência. Os livros trouxeram uma nova forma de olhar a vida ao redor. Uma outra maneira de respirar. 


JC: Com o avanço da internet, você acredita que as pessoas continuam lendo livros físicos ou em versão online? 
SB: Estamos vivenciando o paradigma da existência de escritores sendo publicados com facilidade e a ausência de leitura como prática cotidiana. Acredito na força dos projetos de estímulo à leitura. É preciso incentivar a formação de leitores. 

JC: Você tem quantos livros publicados?
SB: Tenho 6 livros de poesia e 1 para crianças.  

JC:  O que Blue Sutil traz de especial para os leitores? 
SB: Editei o livro no ano passado, 2019 - de forma quase que artesanal - o livro de prosa poética. A obra celebrou meus 35 anos de literatura. Blue Sutil traz textos que oferecem pequenos esboços de memórias afetivas e afetuosas. A primeira edição já está esgotada.  Aguardando suavizar o momento crítico atual para produzir a segunda tiragem. A nova edição será em parceria com o fotógrafo Vitor Nogueira e publicada pela editora Cousa.

Blue Sutil
Aprecio as pessoas esquisitas. 
Meus amigos são os estranhos, os tortos, os bastardos, os estrangeiros descalços - clandestinos na nau do dia-a-dia. 
Aqueles que amam sem ser amados. 
Gente que troca festas por livros e colecionam silêncios e nuvens. 
E olham nos olhos. 
Espalham poemas no assoalho promovendo tombos. 
Vivem de brisa e acordam vizinhos com risos. 
Aprecio as pessoas esquisitas.

Sérgio Blank faz parte da grande safra produtora literária capixaba.
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Enem no EmDiaES | Tudo que você precisa saber para o Enem Enem no EmDiaES | Tudo que você precisa saber para o Enem
  2. 2

    2 - Secult divulga resultado da segunda etapa do Edital Emergencial da Cultura Secult divulga resultado da segunda etapa do Edital Emergencial da Cultura
  3. 3

    3 - Coluna: Machado | “Crítica literária” sempre foi de natureza jornalística.” Coluna: Machado | “Crítica literária” sempre foi de natureza jornalística.”
  4. 4

    4 - Box braids: sua história, como são feitas, cuidados e preço Box braids: sua história, como são feitas, cuidados e preço
  5. 5

    5 - HOMENAGEM | A literatura capixaba perdeu um dos seus grandes escritores e poeta HOMENAGEM | A literatura capixaba perdeu um dos seus grandes escritores e poeta
  6. 6

    6 - São Paulo adia carnaval e cancela Parada LGBTQI+ e Marcha Para Jesus São Paulo adia carnaval e cancela Parada LGBTQI+ e Marcha Para Jesus
 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca