943 29/05/2020 às 19:55 - última atualização 22/08/2020 às 12:42

Coluna: O amor à primeira vista, o Kbral carioca resolveu bater barraca de vez aqui em terras capixabas

Por Joacles Costa

Redação Em Dia ES

Kbral | “Nem toda luz é clara, mas por ser luz, será eternamente verdadeira”

O amor à primeira vista, o Kbral carioca resolveu bater barraca de vez aqui em terras capixabas. Foto: Divulgação
Olá meus queridos,

Hoje vamos conhecer pouco sobre a vida de um tal Kbral, sim meu povo! Mas calma ai, esse não é aquele português vindo daquelas terras tão tão distantes e sim um carioca ‘’da gema’’ nascido na capital do Rio de Janeiro no dia 11 de Março de 1981 e que aos 32 anos de idade resolveu “abandonar a Cidade Maravilhosa’’ e de lá para ‘’desbravar’’ e apaixonar-se pelos encantos das terras de cá. O amor à primeira vista foi tão grande que o Kbral carioca resolveu bater barraca de uma vez por todas aqui no Espírito Santo e habitar a terrinha capixaba até os dias de hoje. 

E quem é você Kbral?


‘’Sou um historiador que está na verve do poeta estorial sendo mais influenciado por músicas do que por livros, pois meus pais ouviam do maxixe até música erudita, creio que minha sonoridade poética advém desse tempo”.

Com o nome de batismo de Marco Antonio Cabral Pereira ou simplesmente (Marco Kbral) é Mestrando em Educação pelo IPV (Instituto Pedagógico de Vitória), historiador desde 2002, professor de História com uma vasta experiência em Ensino Fundamental, Médio e Superior, tendo publicado Obras Técnicas e Científicas a respeito dos impactos da Restauração Portuguesa sobre a cidade do Rio de Janeiro (1640-1680), material premiado em 2001 pela UGF, Universidade Gama Filho no Rio de Janeiro - RJ.    

Já na área da poesia, o livro de estréia de Kbral foi Sete Poemas de Amor para Sete Amores Reais (2010), uma obra que fala de amor para sete mulheres e dos ciclos sociais em que tudo começa com uma brincadeira de afetos. Daí por diante o escritor nunca mais parou de escrever e logo após vieram as obras: Etérea (2015), Amorodé (Poemas Africanos, 2017), Maria Mulher (1ª edição publicada em 2018 com relançamento em 2019), livro esse que deu nome ao espetáculo de dança Flamenca da Companhia Alma Andaluza e apresentado no Sesc Glória de Vitória/ES no mesmo ano de 2019, Passo de Dois (também de 2019).

Polifonias Hiperbólicas que é o livro mais recente, acabou de sair do forno e está quentinho, pronto para a ”degustação” dos leitores ainda nesse ano de 2020. O título do livro, representa as várias vozes hiperativas que gritam uníssonas pelo desejo do amor, dentro de um só Kbral. É uma escrita atemporal que resgata o sagrado feminino, sem que esteja preso a gêneros divididos em arquétipos de mulheres/homens de um possível hibridismo: guerreiras, deidades, verdadeiras, histórica para amar a vida sem qualquer tipo de amarras, com respeito e responsabilidade do amor livre.
 
Para o autor, a leitura trabalha a ideia de que o mundo é mais feliz quando olhado dos entrelugares, que é oposto do lugar comum, porque “nem toda luz é clara, mas por ser luz, será eternamente verdadeira,” acrescenta o poeta. Talvez esse seja motivo pelo qual o dito Kbral, seja considerado um poeta mestiço. Que assim seja.

Livro: Polifonias Hiperbólicas
Autor: Marco Kbral
Número de páginas:  66
Ano: 2020
Gênero: Poesia
Preço: 25,00
Editora: Mondrongo
Isbn: 978-65-80066-53-7
Onde comprar: Editora Cousa - (27) 99956-0277 

Minha leitura Em dia: “Estou lendo Fragmentos de um discurso amoroso, Roland Barthes, Editora Unesp.2018”

O artigo publicado é de inteira responsabilidade exclusiva de seu autor e não representam as idéias ou opiniões do site EMDIAES.
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Caminhada e romarias marcam a festa de Nossa Senhora da Saúde, padroeira da Diocese de ... Caminhada e romarias marcam a festa de Nossa Senhora da Saúde, padroeira da Diocese de ...
  2. 2

    2 - Enem no EmDiaES | Tudo que você precisa saber para o Enem Enem no EmDiaES | Tudo que você precisa saber para o Enem
  3. 3

    3 - Secult divulga resultado da segunda etapa do Edital Emergencial da Cultura Secult divulga resultado da segunda etapa do Edital Emergencial da Cultura
  4. 4

    4 - Coluna: Leal | “A Simplicidade e a Realidade Mostram Muito do Nosso Cotidiano” Coluna: Leal | “A Simplicidade e a Realidade Mostram Muito do Nosso Cotidiano”
  5. 5

    5 - Coluna: Cazé | “Combater o racismo e fundamentar uma política antirracista, ... Coluna: Cazé | “Combater o racismo e fundamentar uma política antirracista, ...
  6. 6

    6 - SEDH apresenta programação para Novembro Negro SEDH apresenta programação para Novembro Negro
 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca