298 23/08/2020 às 07:00 - última atualização 30/08/2020 às 11:18

Coluna: Daflon | “Minha preocupação é a de escrever com a melhor qualidade possível”

Por Joacles Costa

Redação Em Dia ES

''Por ser leitor assíduo de livros de poesia e de romances me levaram a fazer um curso de Especialização em Estudos Literários''
Coluna: Daflon Minha preocupação é a de escrever com a melhor qualidade possível
Fabio Daflon é carioca e médico pediatra aposentado. O escritor, de 66 anos, se acostumou com a vida na capital do Espírito Santo e hoje se dedica aos estudos literários e à escrita. Autor de diversos livros e atual membro da Academia de Letras de Vila Velha, Daflon fala um pouco sobre o processo criativos e da vida pessoal.

Acompanhe abaixo a entrevista com o escritor Fabio Daflon:

Joacles Costa: Quais são seus livros publicados?
Fabio Daflon: Os livros de poesia que publiquei são Mar ignóbil, Mar sumidouro, Vagalume-Farol, Mar raso e as coautorias nos livros Algo sem gesso, com meu irmão Alberto Daflon, e Gesso e Caliça, também com Alberto Daflon Filho. Publiquei os livros memorialísticos Vento passado em coautoria com meu pai, Alberto Daflon, sobre a sua passagem como soldado no Teatro de Operações de Guerra da Itália na Segunda Grande Guerra, e o livro Estrela miúda – breve romance infinito – , sobre as minhas memórias da infância e juventude.
 
Joacles: Quando começou a escrever?
Daflon: Os primeiros livros que li na vida foram os de Monteiro Lobato, que corresponderam bem ao meu imaginário juvenil. Hoje sou médico e somente após me aposentar comecei a publicar com frequência. O fato de ser leitor assíduo de livros de poesia e de romances me levaram a fazer um curso de Especialização em Estudos Literários na Universidade Federal Fluminense, daí em diante venho publicando com frequência.

Joacles: Você busca referências literárias?                                        
Daflon: Sim, meus romancistas preferidos são Carlos Heitor Cony, Rubem Fonseca e entre os mais antigos do século XX Graciliano Ramos e Guimarães Rosa, mas não chegam a ser referências absolutas, claro, quem sou eu para achar isso?  São grandes demais para mim! No século vinte um, aprecio muito Carola Saavedra e muitíssimo Ana Paula Maia. Na poesia gosto da poeta paulista Mariana Ianeli e do escritor Saulo Ribeiro, ótimo romancista e contista.

Joacles: O que você tem feito para divulgar seus escritos?
Daflon: Minha preocupação é a de escrever com a melhor qualidade possível. Conceder entrevistas, falar sobre a obra, o que tenho feito pouco, e remeter obras para agentes da cultura em todo o Brasil é o que acho importante que seja feito.

Joacles: O que o leitor encontrará nos seus textos?
Daflon: Procuro não me ater apenas ao racionalismo grego e à tradição judaico-cristã, estou escrevendo um livro de poemas chamado Roda Gigante, dentro do qual existem outros oito livros sobre os oito gigantes da alma que são, em minha opinião, os seguintes: Humor, com o subtítulo: Sovacos: poesia sob os braços; Dor: Bico de papagaio; Amor: Eros antes de Psique; Ira: O sal do destempero; Medo: Quimera em pânico; Pensamento: Cabeço; Desejo: O desejo e o monstro do Lago Néscio; Dever: O rio temperado. Assim procurei criar uma cosmologia pessoal.
 
Mar raso é um livro de poemas sobre as paixões vistas a partir da perspectiva de um homem que atravessou mares tumultuosos e cheios de procelas, enquanto agora está em um mar que dá pé, se sentido mais seguro e sem desamparo. Os poemas falam sobre relacionamentos densos cheios de paixão, sobre as paixões da soberba e da corrupção, o livro procura, assim, traduzir o homem atual e o de sempre, com suas virtudes e vícios, erros e acertos no amor e na vida.

Trecho do livro Mar raso
Se do mar inseguro ser a impressão
foi a indistinta sina desta asa de chuva
cor de nenhuma tinta derramada ao chão,
exceto a cor da fermentada uva,
matiz crepuscular vinda a oscular
areia de uma casa à beira-mar,
impossível miragem de um lar
onde o mundo inteiro possa amar
rasura de uma poça que vira oceano
e caravela leda que vai sem engano
ao âmago da concha que se fez seu casco,
viagem inconsútil onde não há fiasco
morosa e amorosa sob-brisa infensa
a tudo que é do mundo mas que não compensa.



Livro: Mar Raso
Autor: Fabio Daflon
Editora: Scortecci Editora
Gênero: Poesia
ISBN: 978-85-366-5604-5
Formato: 14 x 21 cm 
Páginas: 76 páginas
Edição: 1ª edição - 2018
Preço: R$ 37,00
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Enem no EmDiaES | Tudo que você precisa saber para o Enem Enem no EmDiaES | Tudo que você precisa saber para o Enem
  2. 2

    2 - Secult divulga resultado da segunda etapa do Edital Emergencial da Cultura Secult divulga resultado da segunda etapa do Edital Emergencial da Cultura
  3. 3

    3 - Coluna: Grijó | “Sou escritor e professor de literatura de modo que a literatura é meu ... Coluna: Grijó | “Sou escritor e professor de literatura de modo que a literatura é meu ...
  4. 4

    4 - Coluna: Sodré | “Aos 58 anos de idade, que me desafiam constantemente a pensar e repensar ... Coluna: Sodré | “Aos 58 anos de idade, que me desafiam constantemente a pensar e repensar ...
  5. 5

    5 - Brasil perde 4,6 milhões de leitores em quatro anos Brasil perde 4,6 milhões de leitores em quatro anos
  6. 6

    6 - Coluna: Ribeiro | “Meus livros já tiveram altas tiragens, mas hoje, o mundo virtual ... Coluna: Ribeiro | “Meus livros já tiveram altas tiragens, mas hoje, o mundo virtual ...
 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca