655 13/03/2020 às 11:35

Artigo | Perceba a violência disfarçada contra mulher

Por Rachel Poubel

Redação Em Dia ES

Perceba a violência disfarçada contra mulher. Foto: Reprodução
Você pensa que violência contra a mulher é só um tapa na cara, um empurrão, um soco? Não. Eu quero falar para você sobre vários tipos de violências que todos os dias as mulheres são acometidas dentro dos seus lares.

Essa é a violência de não poder falar o que pensa, de ter não ter liberdade e sempre ficar responsável por tudo. E, ainda pior, de ser sempre responsabilizada caso algo dê errado.

Mulher, é para você que estou falando: até quando vai fechar seus olhos para o que é violência dentro do ser lar? Até quando vai achar que ele gritar com você não é violência? Até quando você vai pensar que não é violência quando ele olha para você e diz: “você vai sair com essa roupa? Isso não é roupa de mulher casada sair!”, até quando?. Isso é violência!

A violência contra a mulher está disfarçada. Muitas dizem “Ah, é ciúme, mas não é doentio”. Será? Você já parou pra fazer essa reflexão? A violência contra a mulher está presente na maioria dos lares, mas muitas vezes a mulher tem orgulho e não consegue assumir que realmente está sendo vítima de violência. Eu, por exemplo, já vi em festas homem segurar a mulher pelos braços e sacudir. Você também já viu cena assim? Isso é violência física, além de moral. Palavras gosseiras de forma pública também são violência. “Eu estou falando, cale a boca!” e logo em seguida nem sabemos mais o que pode ocorrer.

Nós mulheres temos que exigir falas normais. Temos ouvido também para ouvirmos em voz baixa, falando com educação. Mas, infelizmente, ainda temos muitas mulheres passando por tais constrangimentos, porém apontando o dedo em tom de julgamento, dizendo “eu nunca apanhei do meu marido”, enquanto taxa sem qualquer sororidade uma outra mulher.

Muitas vezes, por timidez, orgulho ou simples falta de informação, aceita situações humilhantes, degradantes. São chamadas pelo marido de burra, lixo, “você não presta pra nada” e nada fazem. “Quando você vai fazer uma coisa direito?”, escutam. Isso é violência!

É por isso que eu quero convidar você a dar um basta nisso. Assuma sua identidade. Não permita que ninguém aja com violência contra você. E se essa pessoa for seu companheiro ou companheira, não permita. Seja uma mulher de identidade, levante a cabeça e enfrente a situação, mesmo que precise de ajuda para isso. Porque, só assim, você vai conseguir viver os relacionamentos da maneira que você merece.
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Espírito Santo perdeu uma de suas maiores lideranças evangélicas Espírito Santo perdeu uma de suas maiores lideranças evangélicas
  2. 2

    2 - Corpos das vítimas do acidente que matou Marília Mendonça são liberados pelo IML Corpos das vítimas do acidente que matou Marília Mendonça são liberados pelo IML
  3. 3

    3 - Bandes participa de live com empresários de Colatina nesta quinta-feira (04) Bandes participa de live com empresários de Colatina nesta quinta-feira (04)
  4. 4

    4 - Live Em Dia ES: Eleição de advogados para vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do ... Live Em Dia ES: Eleição de advogados para vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do ...
  5. 5

    5 - Dia de Finados sem missas nos cemitérios de Linhares Dia de Finados sem missas nos cemitérios de Linhares
  6. 6

    6 - Governador Casagrande entrega 94 novas viaturas à Polícia Militar Governador Casagrande entrega 94 novas viaturas à Polícia Militar

Enquete

Resultado

Você sabe diferenciar uma fake news?


  • Sim
  • Não

 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca